Gilmar se diz triste em ver título do Brasília indo para o Paysandu: “injusto”

Por Gustavo Pêna/Marabá, PA

Gilmar se diz triste com notícia da perda do título do Brasília (Foto: Reprodução TV Liberal)
Gilmar se diz triste com notícia da perda do título do Brasília (Foto: Reprodução TV Liberal)

Triste. Foi assim que o meia Gilmar, um dos quatro jogadores do Brasília acusados de jogarem de maneira irregular na final da Copa Verde e que hoje atua pelo Águia de Marabá, definiu o sentimento após a primeira comissão disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) dar causa favorável na última segunda-feira à denúncia movida pelo Paysandu, que agora fica com o título da competição, vencida dentro de campo pelo time candango nos pênaltis.

– Fiquei triste. Foi mais um caso que foi parar nos tribunais, igual aquele da Portuguesa no ano passado. Foi uma coisa conquistada dentro de campo. Pelas últimas informações que tive, até porque hoje estou no Águia e acompanho tudo de fora, o Brasília ainda vai recorrer e tentar mostrar que está certo, não errou em nada e é merecedor do título – falou.

Gilmar disse lamentar ter o seu nome envolvido nas irregularidades. O atleta afirmou que, por merecimento, a vaga na Sul-Americana de 2015 tem que ser do Brasília. Ele acredita que a ação do Paysandu no STJD pode ter sido movida pelos últimos insucessos do clube no ano em que completa 100 anos.

– É ruim demais ver o nome da gente noticiado em coisa ruim, ainda mais em uma situação dessa. Espero muito que o Brasília prove a sua inocência e continue com o título. É injusto. Foi uma conquista cheia de dificuldade, pois chegamos desacreditados, lutando contra tudo e todos. Talvez essa seja uma justificativa do Paysandu no ano do seu centenário, já que perdeu o título (da Copa Verde) para um clube considerado menor e o Paraense para o maior rival. Se realmente for provado que houve erro, que eles ganhem, mas de longe espero que o Brasília prove a inocência.

 

(FONTE GLOBO ESPORTE/PA)