Águia garante vaga para semifinal nos pênaltis

No tempo regulamentar o jogo ficou empatado

Quem foi ao estádio na manhã do último domingo (24), ouviu a transmissão pelo rádio ou acompanhou pelas redes a partida entre Águia de Marabá e Izabelense tinha coração forte. Isso porque aguentar os 97 minutos de tempo regulamentar e ainda uma sequência de cobrança de pênaltis não foi para fracos. O Azulão marabaense lutou, literalmente, até o último segundo para conquistar sua vaga na semifinal do Campeonato Paraense Sub17. E conseguiu!

 

Invicto jogando em casa e com o apoio de um número considerável de torcedores, os Meninos do Águia entraram em campo dispostos a alcançar a vaga da semifinal do campeonato. Mas ao longo do primeiro tempo todas as chances de gol foram desperdiçadas, e o que se ouvia entre a equipe técnica e os torcedores eram os lamentos. E foi assim durante todo o primeiro tempo, nada de gols.

 

Na volta para o segundo tempo, logo aos três minutos, o goleiro aguiano Karraty derrubou um jogador na pequena área e o árbitro da partida marcou pênalti, que o Izabelense cobrou e converteu. O técnico Castanhal começou as mudanças e colocou Murilo, que entrou aos 10” e marcou no minuto seguinte garantindo o empate. Aos 14 minutos veio a virada, com Kevin. Com o resultado o Águia estava garantido na semifinal.

 

Mas da mesma forma que a temperatura aumentou próximo ao final do jogo, os ânimos também esquentaram dentro de campo e aos 41 minutos o jogador Tadeu, do Izabelense, foi expulso. E mesmo com um a menos o time adversário marcou, para desespero da torcida, aos 45 da etapa final. O Águia ainda teve 5 minutos para tentar reverter o placar e o Izabelense perdeu mais um jogador, expulso aos 49. Antes do término da partida o técnico Castanhal, visando já os pênaltis, tirou Karraty do gol e colocou Ruan Milhomem.

 

E foi Ruan uma das estrelas das cobranças de pênaltis. O Águia começou batendo, Willian Bruno bateu e converteu. Na sequência o Izabelense bateu e Ruan não pegou. Chavito bateu a segunda e também converteu, mas Ruan não pegou o chute do adversário. A tristeza chegou quando Kaká cobrou o terceiro chute e colocou pra fora, mas Ruan começou a brilhar e defendeu a cobrança do Izabelense. Nas próximas duas cobranças Murilo e Terry converteram, mas o Izabelense também converteu. Empate novamente, Águia 4 x 4 Izabelense.

 

A torcida estava aflita, a comissão técnica na expectativa, mas William Berg conseguiu manter o foco e colocou a bola no fundo da rede. Então Ruan Milhomem fez o que todos estavam esperando: pegou a cobrança e colocou o Águia na semifinal do Campeonato Paraense, deixando o time de Marabá a apenas um jogo da chance de ir à Copa São Paulo de Futebol Junior.

 

A alegria invadiu o campo, assim como a torcida. O técnico Castanhal reuniu os meninos e falou de sua alegria pelo empenho e dedicação de cada um. “Eu não esperava que fosse um jogo tão sofrido, mas mata-mata é assim mesmo. Agora é trabalhar para enfrentar o Carajás na quinta-feira”, disse o técnico. O presidente do clube Sebastião Ferreira Neto, o Ferreirinha elogiou o time, o técnico e destacou a importância dessa conquista para a equipe de base do Águia. “Vamos iniciar uma negociação com a Federação para que o jogo de quinta seja a noite e não a tarde como está na tabela. Queremos que nosso torcedor participe desse momento e apoie o time”.

 

O outro jogo da semifinal será entre Desportiva e Remo, também na quinta-feira, em Marituba. E a final do campeonato será no domingo (01.07) no Mangueirão, em Belém.

 

Fotos: Aldeia Comunicação

Comentários